Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zine de Pão

Caderno de notas sobre farinhas, leveduras e temperaturas

Zine de Pão

Caderno de notas sobre farinhas, leveduras e temperaturas

14.Jul.11

Um presente antes das férias

Antes de ir de férias, foi altura de ir levantar uma encomenda aos correios... uma grande encomenda.

Bagare Box

Que poderá ser?

 

Nos últimos tempos tenho procurado os melhores ingredientes para este meu hobby. O sal já aqui falei e recebi na semana passada um saco de sal Marnoto. A água, Estocolmo tem das melhores águas canalizadas do mundo (se é assim que se diz). Faltava... a farinha. Como sabem, recomendo o uso de marcas ecológicas e de farinha moída em mó de pedra. A razão da mó de pedra é porque a farinha moída deste modo contém mais resíduos de farelo. O farelo é mais rico em leveduras que a parte interior do grão, daí ser mais fácil começar (e até manter) um isco vivo e de boa saúde quando se usa farinha moída tradicionalmente. A outra alternativa, é usar farinha integral que contém estes "resíduos" em maior quantidade.

Descobri através de outro blog sueco que uns agricultores perto de Gotemburgo vendem farinha directamente ao consumidor e esse pensamento encantou-me: a possibilidade de comprar directamente aos pequenos produtores. Daí ter recebido esta enorme caixa em casa com quase 30 kg com vários tipos de farinha!!

 

 

A Wastgotarna é uma cooperativa de pequenos produtores que apesar de ter presença nalguns supermercados pela Suécia, despertou para o aumento do fenómeno do pão caseiro e se associou para lançar este produto chamado literalmente "Caixa do Padeiro". Algo que me fez ainda ficar mais interessado foi a possibilidade de comprar farinha de alguns grãos menos conhecidos: Emmer (Triticum dicoccum), uma espécie de trigo com menos glúten mas mais doce - segundo os produtores, e uma espécie de centeio que segundo os produtores era cultivada há muitos anos na Suécia e entretanto perdeu-se o cultivo deste grão. Em Portugal também existem casos de tipos de grão perdidos, mas isso fica para outro post.

 

 

Agora é altura de ir de férias durante uns dias e repousar mas quando voltar vou de certeza voltar ao forno e fazer experiências com estas novas farinhas! Até breve!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Paulo 19.07.2011

    Olá Marlene,

    Tenho uma opinião um bocado longa sobre o assunto. Acho bem que se divulguem as boas padarias mas o "hype" do isco/massa-mãe/levêda chegou a um ponto ridículo na Suécia, sendo o seu extremo de ridicularidade um "hotel" para iscos que abriu há uns meses em que as pessoas podem deixar os seus iscos quando vão de férias com a garantia de serem alimentados. Enfim.

    O problema da surdegskartan é que pouco diz sobre a qualidade das padarias. Para mim, usar massa-mãe não faz de uma padaria uma boa padaria. Existem imensas padarias aqui que dizem que usam "surdeg" e que no entanto usam quantidades significativas de fermento industrial nos seus pães. Existem outras tantas que não sabem bem o que "surdeg" é e dizem vender pães feitos com "surdeg". A própria indústria do pão já tomou noção da tendência em volta disto e oferecem farinha que já contem massa mãe nela própria ou então oferecem a possibilidade de comprarem pacotes de surdeg. É possível fazer pães de qualidade inferior mesmo usando massa-mãe, as boas padarias são uma excepção à regra.

    As boas padarias, para mim, distinguem-se pela filosofia empregada no fabrico do seu pão: tempos de fermentação, qualidade dos ingredientes, tipos de pré-fermento usados, o sabor do pão, etc. No entanto, eu sou um consumidor especial que tem um olho demasiado crítico :)

    Resumindo, a surdegskartan é uma iniciativa interessante mas que acaba por resultar num registo de padarias que pouco significa.

    P.S: Em relação à pergunta no post do Sal Tradicional - está na altura de tu voltares para Portugal e começar a tua própria padaria usando esses métodos tradicionais que tu aprendeste em Espanha? :)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.